Previsão é que modelos chegarão ao mercado entre 2021 e 2022.

Já os motores estarão disponíveis ainda em 2020.

Fiat Fastback vai inspirar novo SUV da marca Marcelo Brandt/G1 A FCA, dona das marcas Fiat e Jeep, confirmou nesta quarta-feira (12) que terá novos motores 1.0 e 1.3 turbo ainda em 2020.

A marca não confirmou quais modelos eles vão equipar. Os lançamentos esperados para 2020 O presidente da FCA na América Latina, Antônio Filosa, disse também que a marca irá lançar, até 2022, ao menos 3 SUVs.

Dois deles terão a marca Fiat, e um será da Jeep. "Lá atrás, decidimos dividir as marcas, deixando a Jeep com SUVs e a Fiat com os outros segmentos.

Agora, achamos que é o momento de a Fiat ter SUV", disse o executivo ao G1. A montadora afirma que os modelos da Fiat terão preços "democráticos".

Um ficará posicionado abaixo do Jeep Renegade.

O outro será baseado no Fiat Fastback, que foi mostrado no Salão do Automóvel de 2018. O primeiro chega no segundo semestre do ano que vem.

O segundo entre o final de 2021 e o início de 2022.

Os veículos serão produzidos em Betim (MG). "Os SUV's da Fiat têm que ter identidade regional, mas ao mesmo tempo, italiana.

A Fiat é uma marca simpática, democrática.

Tem que ser acessível". Já o SUV com a marca Jeep terá 7 lugares, com produção confirmada para Goiana (PE).

Este modelo será global, mas com grande parte de desenvolvimento local. Novo Fiat 500 e híbridos da Jeep Além dos SUVs, Filosa também prometeu lançar o novo Fiat 500, que será lançado na Europa no Salão de Genebra, no próximo mês.

Ele chegará importado.

Em janeiro, durante a CES, feira de tecnologia em Las Vegas, a FCA já havia confirmado que venderia os novos Jeep Renegade e Compass híbridos.

Eles também chegam em 2020, importados da Itália. Ram 1500 no segundo semestre O executivo confirmou a picape Ram 1500 no Brasil para o segundo semestre deste ano.

Segundo a empresa, o veículo está terminando a fase de homologação.

O modelo terá motoro V8 a gasolina. A picape da FCA é um pouco maior do que os modelos grandes vendidos atualmente, como Toyota Hilux e Chevrolet S10. Salão do Automóvel Filosa afirmou que a FCA ainda está analisando participar do Salão do Automóvel de São Paulo deste ano, mas ele acredita que o modelo atual está se esgotando. "O Salão é um evento importante.

Mas o formato precisa ser revisto.

Por isso, estamos analisando a participação", disse.

"São Paulo deveria se inspirar no modelo da CES e fazer algo parecido com isso", completou o executivo da FCA. O G1 apurou que a participação da empresa no Salão está confirmada, por enquanto.

Mas a empresa tem pressionado a organização do evento por "condições melhores e novos formatos".